quinta-feira, 17 de julho de 2008

OS TRIGÊMEOS


Se eu me lembro bem, fui alfabetizado com aquele pré-livro dos Três Porquinhos de Lucia Casasanta: (Palito, Palhaço e Pedrito). Depois no catecismo veio a Santíssima Trindade (Pai, Filho e Espírito Santo), os três reis magos (Baltazar, Belchior, e Gaspar), os três pastorinhos (Lúcia, Francisco e Jacinta). Mais tarde, os três sobrinhos do Pato Donald (Huguinho, Zezinho e Luizinho), os Três Mosqueteiros (Athos, Porthos e Aramis). As três Marias, a regra de três, os três apitos, os três poderes, os três Tenores (Plácido Domingo, José Carreras e Luciano Pavarotti). E de repente para completar esta trilogia que sempre alegrou a minha vida, surgem os trigêmeos: Cássio, Guilherme e o André, três netos que adotei de uma vez só. Três afetos que surgem de uma brincadeira, três carinhos, três oportunidade de me tornar mais gente, de fazer mais amigos e de ser um pouco mais feliz.

Um comentário:

EDNA GUIDINI disse...

Esse vídeo recordou-me justamente aqueles livros com gravuras que eu adorava ler na minha infância, logo que comecei a ler. Bons tempo aquele...