domingo, 2 de agosto de 2009

Chaplin para sempre, a ternura nunca morre.

Entre as manias virtuais que adquiri nestes últimos tempos, uma foi a participação em concursos culturais através da internet: Blog, Sites, Comunidades e outros. Normalmente eles dão um mote e pedem para você fazer uma frase e o vencedor leva um prêmio que pode ser um ingresso para um filme, uma camiseta, um brinde eletrônico, uma viajem para o exterior , um carro, um livro, um apartamento... e lá se vão coisas e propagandas.
O último prêmio que ganhei, me comunicaram hoje, foi um DVD com um documentário sobre Charles Chaplin. O mote desta vez era Chaplin para sempre. Era uma promoção do Blog Chaplin (http://charliechaplin.wordpress.com/). Um blog de alguém apaixonado por cinema e logicamente pelo Charles Chaplin.
Com um mote deste na cabeça, lá vou eu buscar na memória o que eu mais gostei de todos os filmes do Chaplin. E eu só lembrei-me daquele filme “O GAROTO”. A ternura que o filme passa do princípio ao fim do filme é impressionante. Eu acredito que daqui a duzentos anos quando um arqueólogo interplanetário descobri este filme, ele vai chorar, como eu estou chorando agora,vendo este trecho, de Smile que Michael Jackson tanto gostava. Vou dividir esta emoção com vocês. A minha frase foi simples assim: Chaplin para sempre, a ternura nunca morre.

2 comentários:

Bomtempo disse...

poxa, ganhando altos prêmios na internet meu amigo? hehe, belo blog, parabéns pela disponibilidade deste trabalho. Grande abraço, Daniel

Edna Lima disse...

Eu tenho um quadro deste filme , foi pintado pro meu filho qdo ele tinha 6 anos e já gostava de Chplin.Sempre com ótimas idéias. bjs