terça-feira, 16 de junho de 2009

“Qualquer Mulher tem um Diário Qualquer”


A poesia feminina de Malluh Praxedes, sempre marcada em seus livros, novamente invade a nossa retina com o seu último livro “Qualquer Mulher tem um Diário Qualquer” Um delicioso diário tecido, com poemas de amor e dor comum a todas as mulheres, que provavelmente se identificam por entre as páginas deste bordado.
Entres os fios dos poemas cotidianos, Malluh vai nos enlaçando e fazendo a gente descobrir um pouco desta alma deliciosamente feminina.
Tenho o prazer de acompanhar a carreira literária da Malluh desde o seu primeiro livro de poesia “Nascência” em 1980 até a sua incursão como letrista em parceria com Renato Motha. Vejo que a cada obra a profundidade do seu texto é maior. Neste seu diário que toda mulher tem, Malluh vai nos fazendo ver a profundidade dos seus poemas. Não deixem de ler.

Malluh fala assim do seu trabalho: “Usei o diário para montar um romance, e, confesso, quase consegui. Escrevê-lo foi um prazer diferente. Faltou apenas colocar um ponto final nos trechos de diários de tantas mulheres. Acabei prestando uma homenagem a várias que admiro e foi uma sensação única. Em diversas situações cheguei a ficar comovida. E depois de tudo pronto, tive a idéia de convidar as 'Bordadeiras da Vila Mariquinhas’ para ilustrar a capa. Novamente foi outra emoção.”As “Bordadeiras da Vila Mariquinhas” fizeram ao todo 70 bordados, que foram aplicados na capa dos livros da edição especial, de capa dura: os bordados são únicos, de cores e estampas diferentes mostrando situações diversas. Para a edição comercial Malluh Praxedes convidou dois parceiros de seus livros: Fernando Fiuza para a criação da capa e Otávio Bretas para o projeto gráfico. A parceria da escritora com Fiuza já somam 15 anos e com Bretas 10 anos.

LIVROS DA AUTORA:
Nascência 1980
Nua Manhã de uma Mulher 1983
No Verão desta Primavera 1985
Setilha 1988
A Menstruação da Ascensorista 1993
Chico Mineiro - 10 Anos de Casos & Comidas 1994
Viu, Querida? 1995
Posso Interromper o Beijo? 1998
Se Assim Sou / Sí Así Soy 2000
Mulheres na Linha / Women On Line 2000
Suspiração 2003
Beijos de Acender o Dia 2005
Qualquer Mulher tem um Diário Qualquer 2008

Um comentário:

SO PARA OS INTIMOS disse...

Adorei a dica do livro. Estou com muita vontade de ler. Boa tarde!!!!!

Abçs
Adriana